A história de Sasuke Sarutobi.

Mestres das artes marciais, incluindo as ninja, freqüentemente se isolavam
nas montanhas para treinar. Esse período era considerado como absolutamente
essencial.

Tendemos a imaginar a reclusão nas montanhas como muito distante de
habitações humanas, mas isso não era necessariamente dessa forma no caso dos
ninja. O local de reclusão deve ser onde o praticante possa viver escondido e
ainda assim sustentar sua vida. Se houver um caminho para seu esconderijo, ele
será encontrado facilmente, mas não obstante, o esconderijo deve ser próximo a
uma fonte de água. Portanto, ele deve encontrar uma área pouco frequentada;
preferivelmente perto de um pequeno povoado. Yamagomori, que significa
“reclusão nas montanhas” em japonês, pode também ser interpretado
como yamagakure, viver secretamente sem o perigo de ser atacado por
flechas.

Sasuke Sarutobi, um dos heróis do Ninjutsu, foi criado na
literatura Tachikawa no fim da era Meiji. Até essa época, a imagem comum do
ninjutsu era relacionada a artes negras, bruxaria, magia, elfos malignos,
ladrões e assassino. Sasuke era um menino travesso. Livros o descrevem como uma
criança inocente com um forte senso de justiça. Nas estórias, grande
importância era dada ao humor, e o combate era considerado secundário.

Um dia, Sasuke disse a si mesmo: “Eu já tenho dez anos de idade. Não é
mais válido para mim praticar yatto ( uma forma de kiai) em macacos e cervos.
Vou seguir o conselho de meu pai e procurar um mestre espadachim para me
treinar. Irei para Okunoin, no Desfiladeiro Torie, Pedir aos deuses que me dêem
um bom mestre.”

Quando Sasuke chegou em Okunoin, ele começou a brincar em meio a arvores
em vez de praticar yatto. Não satisfeito com um bastão, Sasuke se atracou com
uma grande arvore, tentando derruba-la. Então, ele ouviu alguém rindo-se dele.
Sasuke disse: “Hei, quem é você? Estou me concentrando em esgrima. Não ouse rir
de mim. Venha aqui. Não o perdoarei.”
Olhando em volta, ele viu um velho com longos cabelos penteados para trás,
amarrados atrás da cabeça, sorrindo para ele. Os cabelos do homem eram brancos
feito neve. Sasuke perguntou, “Oh, você riu de mim, não riu, velho?”

O homem respondeu, “Sim, eu ri.”

Sasuke o perguntou de novamente,
furioso, “Porque você riu de mim? Me responde. Se não houver uma boa razão, eu
não o perdoarei, mesmo sendo um velho.”

O homem riu denovo e disse, “Bem,
Sasuke, você estava praticando com uma árvore, mas isso é como praticar com um
inimigo morto. Você não pode melhorar sua esgrima dessa forma. Você quer
realmente aprender esgrima?”

Essa era a era das guerras civis, e
apenas umas poucas pessoas conseguiam viver até uma idade avançada. Portanto,
pensou Sasuke, um instrutor de esgrima idoso com certeza era um mestre em artes
marciais.

Sasuke disse, “Velho, você é um mestre
de artes marciais? Eu quero aprender os segredos das artes marciais.

“O que você fará com eles depois que
aprende-los?”

“Serei um forte espadachim e ganharei
fama e honra.”

“Maravilhoso. Que objetivo admirável
para uma criança! Tudo bem. Eu irei dar-lhe uma lição em consideração ao seu
entusiasmo e determinação.”

Sasuke se pos ante ao homem e
agradeceu-lhe. Então, Sasuke deu um golpe de espada no homem. No entanto ele
havia desaparecido. Sasuke olhou ao redor, nervoso. Então, ele, de repente, foi
atacado por trás e caiu de cara no chão. O velho apareceu de repente em frente
a Sasuke, com um sorriso.

O homem ensinou a Sasuke pelos três anos seguintes. Ele tentou
ensiná-lo os godan, ou segredos do quinto nível, dizendo “Você não tem olhos
nas costas? Como você é limitado!”

“Você será um fracasso a não ser que
aprenda a defender seu ponto fraco, mesmo que conheça o ponto fraco
desprotegido de seu oponente. O segredo para a defesa nas artes marciais é
estar sempre alerta.

A não ser que se conheça o próprio
ponto fraco, nunca se sabe se o ponto fraco de um oponente não é uma isca.”

Além das técnicas ankokutoshijutsu
para se ver no escuro, Sasuke aprendeu a ouvir passos furtivos vindos de mais
de trinta metros de distância.

Um dia o homem deu um pergaminho a
Sasuke e lhe disse, “Bem, Sasuke, esse é o meu presente de despedida, as regras
do ninjutsu. Carregue-as com você por toda a sua vida e comporte-se
prudentemente. Quando você estiver em combate com outros ou encontrar-se com
heróis ou grandes homens, nunca será vencido se entender o que está escrito
nesse pergaminho.”

Quando o homem deu o pergaminho a
Sasuke, ele revelou pela primeira vez seu nome como sendo Hakuunsai Tozawa, e
então desapareceu.

Meu pergaminho foi um presente de Takamatsu sensei. Com o passar do tempo,
eu pude entender melhor seus segredos. Cinco, dez, e trinta anos se passaram
desde que eu li o pergaminho pela primeira vez e agora posso finalmente
entender os grandes significados ocultos nele. Em outras palavras, eu encontrei
os intermináveis segredos que se encontram nas entrelinhas. Se alguém roubar o
pergaminho, ele será inútil, porque eu sou o único com a experiência e
esclarecimento para lê-lo e entende-lo.

fonte: ninjabh.com.br

~ por Misa Misa em 28/06/2009.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: